Câmbio manual ou automático? Qual o melhor?

Essa é uma dúvida que ainda assola muitas pessoas. Apesar de o câmbio automático proporcionar mais conforto e facilidade ao dirigir, muitas pessoas ainda têm medo pelos custos envolvidos na manutenção de carros deste tipo. Pensando nisso, elaboramos este artigo para ajudar você a balancear a escolha ideal para você.

Antes de mais nada, você sabia que o câmbio automático foi inventado por brasileiros? Isso mesmo! José Braz e Fernando Iehly de Lemos foram os responsáveis por desenvolver a tecnologia do câmbio automático em 1932. Já em 1939, surgiram os primeiros carros com esse sistema no trânsito, conhecido na época como câmbio hidramático.

Cada vez mais o câmbio automático vem se popularizando no Brasil. Mesmo assim, muita gente não troca o câmbio manual. Então como decidir qual dos dois é melhor? Continue lendo para descobrir!

Funcionamento do câmbio manual e do câmbio automático

O sistema de transmissão é composto por volante, embreagem, eixo de transmissão e câmbio. Sem o câmbio, o carro não pode andar, pois é ele quem transporta a energia do motor para as rodas.

No câmbio manual, existem de 5 a 6 marchas e a ré, indicando forças diferentes de motor. Para trocar a marcha, você precisa pisar na embreagem, movimentar a alavanca do câmbio e retirar o pé da embreagem. O câmbio manual é o mais comum no Brasil, feito por cabos, alavancas, disco platô e embreagem. Ele é o mais barato, inclusive na manutenção.

Já o câmbio automático não é tão utilizado ainda no Brasil. Ele funciona a partir da pressão de óleo e utiliza mecanismos elétricos para realizar a troca de marcha, não sendo necessário fazê-lo manualmente.

Podem existir câmbios automáticos com até 6 marchas e a maioria possui os comandos de direção formados com as letras N (ponto neutro), P (parado), D (avançar com o carro) e R (ré).


Confira também: Direção elétrica, hidráulica ou mecânica? Qual a melhor?

Principais diferenças entre câmbio manual e câmbio automático

Conforto

Como você não precisa utilizar a embreagem, o câmbio automático acaba sendo mais confortável, pois permite que o pé esquerdo fique livre.

Controle

Enquanto o câmbio automático é mais confortável, o câmbio manual é quem permite um maior controle sobre o carro, já que você pode escolher a marcha que deseja em cada situação. Ideal para quem gosta muito de dirigir e ‘sentir o carro’, fazendo retomadas mais intensas e aumentando o giro para potência mais rápida.

Manutenção

Enquanto o câmbio automático exige um cuidado mais delicado e mais caro, por se tratar de uma tecnologia mais complexa, o câmbio manual acaba necessitando de manutenção mais vezes, até mesmo pela utilização errônea da marcha, que pode danificar a embreagem e o motor. Ou seja, apesar de manutenções mais caras, o câmbio automático vai dar menos dor de cabeça com o passar do tempo e ter uma maior durabilidade – desde que sejam feitas as manutenções preventivas, obviamente.

Consumo de combustível

cambio manual ou automatico

O câmbio automático tende a consumir mais combustível, por fazer a troca da marcha em alta rotação. Porém, os modelos mais atuais estão empregando tecnologias para diminuir a rotação na troca de marchas e gastar menos combustível, como a embreagem de bloqueio, que mantém o giro do motor baixo quando em marcha reduzida. Uma Honda CRV com câmbio CVT, por exemplo, pode fazer uma média de 13 km/l, mesmo sendo uma SUV.

Já no câmbio manual é possível controlar o consumo de combustível através da troca de marcha, mas se ela for feita de maneira errada, pode resultar em um maior consumo.

Desempenho

Enquanto o câmbio automático faz as trocas de marcha de acordo com a rotação, para dar prioridade ao consumo e ao conforto, o câmbio manual é controlado pelo motorista, que tem a possibilidade de utilizar as marchas até o limite e usufruir de toda a potência do motor.

Freio de Estacionamento

Diferente do que se pensa, o câmbio automático não faz tudo sozinho: ainda é necessário puxar o freio de estacionamento. Apesar da posição P acionar uma trava que impede que o carro ande, não causa o mesmo efeito do freio de estacionamento.


Leia também: Do 1.0 ao 2.0: qual o motor ideal para o carro?

Escolha o seu automóvel

Com essas informações valiosas, você já pode escolher o carro com o câmbio que você preferir, seja aquele que tenha uma manutenção mais barata, consuma menos combustível ou permita uma maior potência do motor. O que você não pode deixar é de comprar seu carro na 101 Veículos e aproveitar as melhores condições de financiamento de mercado. Confira o nosso estoque agora!