101-veiculos-carros-eletricos-como-funcionam

Carros elétricos: como funcionam?

Os carros elétricos são movidos a eletricidade, que por sua vez pode ser produzida de diversas formas: energia solar, queima de combustíveis fósseis, energia eólica, biomassa, hidrelétrica, etc. Apesar de apresentar grandes vantagens, como menor poluição do ambiente, o carro elétrico ainda não é unanimidade no mercado. Todavia, tem crescido cada vez mais a frota destes veículos.

Com o intuito de abordar o tema, fizemos este breve artigo especialmente para você. Aqui falaremos sobre a história do carro elétrico, suas principais vantagens e desvantagens e quais as projeções para esse modelo de automóvel se tornar popular no Brasil. Continue lendo e confira!

História dos carros elétricos

Embora durante praticamente toda a história do automobilismo os carros movidos a combustíveis fósseis tenham sido predominantes, no início, quem se destacava eram os carros elétricos. Fato que se comprova por conta do primeiro automóvel a ultrapassar a marca de 100 km/h ter sido um movido a eletricidade: o La Jamais Contente, em 1899 e projetado por Camille Jenatzy.

Todavia, eles apresentavam um problema em comum: não conseguiam muitos quilômetros de autonomia e seu custo era bastante elevado. Assim, os carros movidos a derivados do petróleo, que era muito barato à época, dominaram o mercado. Durante todo o século XX, os carros elétricos foram preteridos em relação aos carros movidos a combustíveis fósseis.

Este cenário só começou a apresentar mudança quando em 1990 surgiram novas tecnologias de carros elétricos. Essas mudanças ocorreram tanto pela descoberta de novas tecnologias quanto pela consciência ecológica criada ao longo da segunda metade do século XX, alimentada pelo discurso da sustentabilidade e uso consciente dos recursos naturais.

Além disso, o aumento do preço do petróleo impulsionou a pesquisa para formas mais econômicas de utilizar o automóvel. Nos anos 2000, baterias de lítio de alto desempenho foram desenvolvidas para carros elétricos, o que deu um salto na autonomia dos veículos.

Na última década, grandes nomes da indústria mundial, como Tesla, desenvolveram automóveis elétricos e preveem que, nas próximas décadas, eles representarão grande parte da frota mundial de veículos. Além da possível recarga em postos, com uma espécie de tomada, especialistas destacam o uso de energia solar para abastecer os novos carros elétricos.

Vantagens e desvantagens

Entre as principais vantagens dos carros elétricos, destacamos: a economia de combustível; diminuição da poluição sonora e diminuição da poluição ambiental. A economia de combustível se dá pelo fato dos carros elétricos não utilizarem combustíveis fósseis, ou terem o seu uso facultativo. Assim, esse combustível pode ser utilizado de forma mais racional, para casos em que ele é realmente exigido.

Além disso, é preservada a capacidade de recarga do combustível, uma vez que o petróleo demora milhões de anos para se formar. Outra vantagem se dá pelo fato dos carros elétricos serem extremamente silenciosos, o que diminui a poluição nos grandes centros urbanos.

Por fim, temos a diminuição da poluição ambiental, com a redução ou eliminação de produção de gases poluentes pelos veículos, como monóxido de carbono. Este gás citado prejudica a camada de ozônio e a atmosfera, prejudicando a saúde humana e o equilíbrio ambiental terrestre.

Entre as desvantagens, citamos o preço, autonomia e espaço. O preço dos carros elétricos costuma ser mais elevado, por conta de dispositivos que ainda não podem ser produzidos a preços competitivos, como as baterias.

A autonomia, apesar de ter avançado nos últimos anos, continua sendo um problema para os carros elétricos, embora a tecnologia das baterias tenha aumentado constantemente. Por fim, destacamos a questão do espaço nas grandes cidades. O automóvel elétrico não acaba nem mesmo diminui o problema do engarrafamento, por exemplo, pois ocupa o mesmo espaço de um carro convencional, movido à gasolina.

Quando o carro elétrico se tornará popular no Brasil

Essa pergunta é muito difícil de ser respondida. Vários fatores influenciam essa mudança, até mesmo crises completamente imprevistas como a do coronavírus, que estamos enfrentando atualmente. Contudo, segundo estudos, os carros elétricos serão maioria na década de 2040 e a tendência deve se confirmar no nosso país também.

Sendo assim, os carros elétricos representam uma grande transformação no ramo automobilístico, apesar de não ser uma invenção recente. Além de ajudar a natureza, esses veículos podem gerar uma grande economia aos seus donos.

Gostou do que leu? Então conheça a 101 Veículos, sua concessionária de carros na Grande Florianópolis.