Os documentos e procedimentos necessários para compra e venda de carros

Comprar ou vender um carro pode ser um processo burocrático e que exige atenção e paciência. Depois de toda a pesquisa para escolher o modelo ideal, que mais combina com o comprador ou de achar quem queira comprar o carro ofertado,, é necessário pensar na parte burocrática: a documentação e os procedimentos. É justamente nessa hora que você deve ficar bastante atento.

Cuidado desde o começo

Para não ter surpresas na hora dos procedimentos ou documentação ao comprar ou vender um carro, é importante que se cheque a antecedência do veículo. De acordo com uma lei de 2015, quem compra seu veículo em lojas de carros usados, tem direito a acessar o histórico do veículo. Com isso, o cliente pode conferir se existe alguma pendência que proíba a circulação do carro ou até mesmo se ele já foi registrado com furto ou se possui alguma pendência financeira.

Já quem compra direto com o proprietário, deve ficar ainda mais atento, pois o acesso a essas informações não é obrigatório, apesar de ser de bom senso disponibilizá-las. Com o número da placa e do Renavam, é possível também acessar o dossiê do veículo e se ele possui pendências com o Detran.


Veja também: 6 coisas para ficar atento antes de comprar um carro usado

Os documentos necessários para compra e venda

Uma vez escolhido o carro, o comprador deve se dirigir a Ciretran da cidade onde mora – órgão que representa o Detran em cada município, com os seguintes documentos para transferir a propriedade do veículo:

  • Laudo de vistoria do veículo: a vistoria deve ser feita antes da abertura do processo em um agente credenciado pelo Detran;
  • Certificado de Registro de Veículo (CRV) original: esse documento, em posse do proprietário, deve ser assinado pelo comprador e pelo vendedor e as firmas reconhecidas em cartório. Não pode haver rasuras;
  • Identidade e CPF: originais e fotocópias;
  • Comprovante de residência;
  • Pagamento das taxas correspondentes: taxas que podem variar e serão geradas após abertura do processo.
CRV - Certificado de Registro de Veículo

                                              CRV – Certificado de Registro de Veículo

É possível facilitar o processo?

Sim. Todo o processo de transferência de propriedade na hora da compra ou venda de um veículo, pode ser facilitado contratando-se o serviço de um despachante, que cuidará da parte burocrática. Quando a venda for realizada para uma loja, a transferência de propriedade pode ser feita online, reduzindo a morosidade do processo.

Fique ligado! Risco de multa!
No caso de venda particular, depois que o vendedor do carro assina o CRV e informa a venda ao Detran – sua única obrigação frente ao comprador – o comprador tem o prazo de 30 dias para finalizar o processo. Caso contrário, receberá uma multa grave, no valor de R$ 195,23.

Precauções que compensam

Se todo o processo for realizado com cuidado, dentro do que manda a legislação em relação a documentação e os procedimentos e seguindo as dicas desse artigo, você pode ficar tranquilo quanto à compra ou a venda do seu carro, sem ter dor de cabeça. Aí é só embarcar no carro novo e sair por aí ou colher a grana do bom negócio.

Conte com a 101!

Se você quiser a garantia de um bom negócio e ter bem menos burocracia com os procedimentos e a documentação na hora de comprar ou vender seu carro, conte com a 101! Nosso time é especialista em bom negócio e quer ajudar você a ficar tranquilo nessa hora. Conheça nossas condições e nosso estoque clicando aqui!